Amigos e Amigas sempre por aqui:

domingo, 31 de maio de 2015

Até o dia em que o cão morreu

O que você sacrifica quando tem pouco tempo?
Geralmente é a leitura, não é?
Eu sacrifiquei a leitura e os blogs. 
Agora estou voltando, vamos aos poucos. 
Se não temos muito tempo, vamos ler livros pequenos. Ontem eu li "Até o dia em que o cão morreu", do Daniel Galera. É um livro de 60 páginas, dá para ler rapidinho, uma hora mais ou menos. 
É bom? Eu gostei.
Resenha do Skoob

Até o Dia em Que o Cão Morreu - Depois de alugar um apartamento vazio no centro de Porto Alegre, um homem de cerca de 25 anos gasta os dias olhando a cidade pela janela, bebendo cerveja e caminhando pela vizinhança. Até que um cachorro aparece em sua porta, e uma modelo chamada Marcela entra em sua vida. O impasse do narrador também tem um caráter particular - a dificuldade de escolher entre um cotidiano cheio de privações, mas sem riscos emocionais, e as possibilidades infinitas dos afetos. É aí que o mundo se torna mais complexo e interessante. É aí, também, que as paixões cobram seu preço. Com um estilo minimalista, Galera conduz o leitor com um vagar nada gratuito - em suas pequenas acelerações e grandes pausas, é como se Até o dia em que o cão morreu reproduzisse o tempo interno do seu personagem - a lenta evolução, quase despida de acidentes, até que suas certezas iniciais comecem a esmorecer.


2 comentários:

Luciana S. R. Samaniego disse...

Oi Patty ! Que bom que voltou ! Eu estava me sentindo muito sozinha por aqui ! Ah amiga, falta de tempo também tem me deixado bem afastada, mas fazer o quê...??!
Quero ler esse. Você não tem trocado livros pelo skoob? Fui ver se vc tinha algum por lá, mas não vi nenhum ?
Bjos, Lú.

msgteresa disse...

Olá,Patty!
Que bom te ver por aqui novamente!!! Sei que também ando em falta com vocês,mas peço perdão à todas,pois para mim está sendo um grande desafio "distribuir" o meu tempo disponível entre as atividades prazerosas (como a leitura,que tanto amo!!!) da chamada "vida real" e das inúmeras possibilidades do "mundo virtual". O jeito é a gente tentar usar o bom senso e direcionar as nossas prioridades, coisa que nem sempre é tão fácil de se decidir! Mas olhe,amiga, achei o livro muito interessante e a estória bem atraente,mas sem dúvida, o título criativo já provoca realmente a curiosidade da gente!
Beijo grande!!!
Teresa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...